2019
ago
05
Foto: Faiara Assis
Acolhida

UCB acolhe seus estudantes calouros com palestras sobre inovação e criatividade

Os palestrantes foram Denilson Shikako, da Fábrica de Criatividade, e o professor do curso de Física da UCB e palestrante da Campus Party, Diego Nolasco

Criatividade e inovação. Esses foram os temas debatidos nesta segunda-feira, 5 de agosto, durante a Acolhida aos Calouros, do segundo semestre de 2019, no Câmpus Taguatinga, da Universidade Católica de Brasília (UCB). O primeiro convidado a falar aos estudantes foi o neurocientista e CEO da Fábrica de Criatividade, Denilson Shikako.

A abertura do evento ficou a cargo do capelão da Universidade, Pe. Tininho, que deu a benção. “Vocês entram de uma forma e irão sair de outra para mudar a nossa sociedade. Aproveitem a fonte cristalina do saber que é a Universidade Católica”, destacou.

Foto: Faiara Assis

Na sequência, os integrantes da Reitoria subiram ao palco para se apresentar aos alunos. Estiveram presentes o Magnífico Reitor, Prof. Dr. Ir. Jardelino Menegat, o pró-reitor Acadêmico, Prof. Dr. Daniel Rey de Carvalho, o pró-reitor de Administração, Prof. Me. Júlio Cesar Lindemann e o assessor da Reitoria e diretor de Pós-Graduação, Identidade e Missão da Universidade Católica de Brasília, Prof. Dr. Ir. Lúcio Gomes Dantas.

O reitor apresentou toda a Universidade, o corpo administrativo, os diretores de Escola e os espaços de inovação. “Quando vinha para a Universidade hoje, para esta cerimônia, pensei nos 45 anos de UCB e de quantas sementes foram semeadas, quanta terra boa recebeu as nossas sementes. Tenho certeza de que a nossa Instituição contribuiu e contribui para o crescimento da sociedade. Que vocês possam fazer parte desse florescer. Desejo que vocês possam se inspirar em nossos professores, educadores, para construirmos, juntos, um mundo melhor”, disse o Ir. Jardelino.

Criatividade se aprende?

O palestrante da manhã, Denilso Shikako, mostrou aos estudantes que o processo criativo pode ser aprendido. “Como os músculos precisam de treinamento e rotina para que eles cresçam, a criatividade funciona da mesma forma, ou seja, precisamos exercitar o nosso cérebro constantemente para que ele se condicione a pensar de forma criativa, espontaneamente”, disse.

Foto: Faiara Assis

“A minha ideia é mostrar que inovação não é um negócio complexo, feito por pessoas como Albert Einstein, Steve Jobs ou pessoas que fazem patentes. Que as pessoas podem pensar e ter ideias fora da caixa mesmo que não tenham nascido com essa vontade ou com um dom. Todo mundo consegue aprender a ter criatividade. Ter criatividade é o mesmo processo de andar de bicicleta ou aprender uma nova língua, por exemplo. Tem pessoas que chegaram até nós com zero de criatividade e saíram com ideias fantásticas. Então, é um processo que você consegue aprender cem por cento”, frisou Shikako.

 

Noturno

Foto: Faiara Assis

Os estudantes do turno noturno também foram acolhidos pelo capelão da UCB, padre Tininho, e pela Reitoria da Universidade. O reitor, Prof. Dr. Ir. Jardelino Menegat, apresentou aos estudantes o pró-reitor Acadêmico, Prof. Dr. Daniel Rey de Carvalho, o pró-reitor de Administração, Prof. Me. Júlio Cesar Lindemann e o assessor da Reitoria e diretor de Pós-Graduação, Identidade e Missão da Universidade Católica de Brasília, Prof. Dr. Ir. Lúcio Gomes Dantas.

Na sequência, o reitor deu as boas-vindas aos presentes e destacou o papel da Instituição. “A Universidade é um espaço educativo que fará diferença na vida de cada um de vocês. O perfil de saída será bem diferente do perfil de entrada.  Como Universidade, nos propomos a transformar vidas pela excelência acadêmica, oferecendo espaços educativos que encantam e motivam para o estudo. Como Universidade, queremos nos distinguir no acolhimento, respeito e cuidado com cada integrante da comunidade acadêmica. Em nome da Reitoria e de toda a comunidade acadêmica, desejo a todos um semestre cheio de conquistas e realizações. Bem-vindos à nossa Universidade Católica de Brasília!”, saudou Menegat.

Após a participação da Reitoria, Diego Nolasco, professor do curso de Física da UCB e frequente palestrante da Campus Party — maior evento de tecnologia do Brasil — ministrou a palestra “Genialidade Tupiniquim”. Nolasco falou sobre sua experiência como estudante da UCB e do MIT (Massachusetts Institute of Technology) e propôs uma disruptura acadêmica, para que seja formada uma “universidade genuinamente brasileira”. “Você deve vir para cá não para se tornar uma mão de obra, mas um líder do futuro”, acredita.

Foto: Faiara Assis

Para essa reformulação no meio acadêmico, o professor listou novos modelos de ensino, pesquisa e extensão. “Em sala de aula, o conteúdo tem de ser demandado, não oferecido. A aprendizagem tem de ser ativa, um envolvimento dinâmico. É inconcebível que o aluno mantenha uma postura passiva em sala de aula. Com relação às pesquisas, o foco tem de ser no desenvolvimento de soluções e produção de tecnologias, produção guiada por um propósito. A extensão tem de oferecer envolvimento com a sociedade, oferta de serviços e produtos, entregar valor em benefício do outro”, sugeriu Nolasco.

Por fim, o professor incentivou a todos: “Ser cientista é para quem quiser. Seja um, construa o seu próprio conhecimento. Se torne um cientista todo dia. Você está num local incrível, cheio de gente incrível. Se você se permitir, sua jornada também será incrível”.

 

Por Rodrigo Eneas e Adson Boaventura

Publicado por Rodrigo Eneas

Notícias Recentes

21 agosto 2019
UCB acolhe estudantes do Câmpus Sobradinho
16 agosto 2019
Estudantes da UCB participam do Pet-Saúde no CEF do Areal
15 agosto 2019
Medicina da UCB comemora 18 anos