2022
nov
29
Premiação

Top of Mind 2022: UCB é a marca mais lembrada pelos brasilienses

Aconteceu, no dia 23 de novembro, a cerimônia de premiação Top of Mind 2022 realizada pelo Jornal de Brasília. A pesquisa  tem o objetivo de saber qual a marca mais lembrada pelos consumidores e revelou que a Universidade Católica de Brasília (UCB) é a instituição de Ensino Superior Particular que está presente na mente dos brasilienses. A cerimônia da edição 2022 aconteceu no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB).

Neste ano, das cinco instituições mais mencionadas, a Católica ficou em primeiro lugar com 13,5% dos entrevistados. A pesquisa é realizada com pessoas de diversas classes socioeconômicas, sexo, faixa etária, grau de instrução e região de moradia. Na última edição, foram 80 categorias, que levantam nomes em temas como ambiente, bancos, companhias aéreas, automóveis, educação, entre outros.  

Há 19 anos que a UCB lidera o ranking da principal pesquisa feita no país. O prêmio representa a excelência de ensino que é ofertado nos mais de 100 cursos da Graduação ao Doutorado, nas modalidades presencial e EAD. Atualmente, a instituição está presente em todas as regiões do Brasil e no exterior, com os polos da Católica EAD, nos Estados Unidos da América (EUA), Japão e Portugal. 

De acordo com o reitor prof. Ricardo Calegari, esse resultado é reconhecimento do público pela qualidade da educação que é ofertada pela instituição há mais de quatro décadas. “A Universidade Católica de Brasília se destaca no cenário nacional e internacional graças ao desenvolvimento de seu ensino, pesquisa e extensão indissociáveis na concepção de seu projeto educacional”. 

Para a supervisora de Comunicação e Marketing da UCB Gabrielle Garcia, o prêmio representa uma conquista no fortalecimento da marca Católica. “Estar, desde 2008, liderando o pódio do Top of Mind é o resultado de um forte trabalho de reputação que vem sendo desenvolvido ao longo dos anos. Conquistar a mente e o coração das pessoas, é a prova da relevância da instituição para a sociedade”. 

Publicado por Lorenna Kuroda