2022
dez
05
Eventos

Merendeira vence concurso e ganha bolsa para cursar gastronomia

Na manhã do último sábado, 3 de dezembro, aconteceu a final do concurso Sabor de Escola. Oito merendeiras concorreram ao prêmio de melhor prato da alimentação escolar do Distrito Federal. A vencedora da competição foi Jozilene Páscoa Santos do Centro de Ensino Fundamental (CEF) 209 de Santa Maria com o “Arroz Carreteiro com Creme de Abóbora”. 

A campeã, conhecida pelos alunos como tia Jô, ganhou uma bolsa de estudos de 100% para cursar gastronomia na Universidade Católica de Brasília, além do prêmio em dinheiro no valor de R$8.500. O segundo lugar ficou com Rosilene Batista do CED Vale do Amanhecer com o prato “Polenta com Carne Seca” e a terceira colocada foi Dioneide Souza da Escola Classe 12 de Sobradinho com a “Pizza de Arroz”. Ambas ganharam uma bolsa de 50% para o curso de gastronomia da UCB, além de R$ 5 mil e R$ 4 mil, respectivamente. 

Durante a cerimônia apresentada por Vinicius Rossignoli, egresso da UCB e ex Master Chef, ele falou sobre a arte de cozinhar e do papel das merendeiras na vida de todos os estudantes. “Vocês possibilitam que boa parte das crianças tenham interesse em ir à escola, porque às vezes, vocês são a única válvula de escape que essas crianças têm de ter uma alimentação diária. Vocês fazem com que o dia da maioria das crianças, que não tem o que comer em casa, fique mais suave”, disse emocionado às merendeiras. 

A professora Amanda Calegari, coordenadora do curso de gastronomia da Católica de Brasília, falou da importância do evento e desejou que o concurso se repita por muitos anos. “Espero que as ganhadoras aceitem a bolsa de estudo para estudar conosco e que o diploma consagre aquilo que elas já sabem fazer. Estamos aqui para profissionalizá-las”, ressaltou ela. 

 

Concurso Sabor de Escola 

Essa foi a primeira edição do concurso que tem o objetivo de promover e valorizar o papel das merendeiras quando à alimentação saudável e adequada no ambiente escolar. Todas as receitas foram desenvolvidas com ingredientes adquiridos exclusivamente pelo Programa de Alimentação Escolar do Distrito Federal (PAE/DF).  

O concurso teve três etapas, iniciadas em junho de 2022. Foram 160 receitas inscritas e a etapa final premiou as oito finalistas. As merendeiras classificadas entre o 4º lugar e o 8º lugar receberam aproximadamente R$ 2.500, cada uma. 

A avaliação dos oitos jurados foi baseada na viabilidade de replicar a receita em qualquer unidade escolar da rede pública de ensino, além de criatividade, sabor, originalidade e inovação. 

*Com informações da Secretaria de Educação do DF

Publicado por Lorenna Kuroda