2019
set
25
Foto: faiara Assis
Câmpus Taguatinga

Curso de Letras da UCB debate as perspectivas e os desafios do ensino de línguas

A especialista em linguística da Universidade de Brasília, Prof.ª Rosineide Magalhães, foi a convidada para uma roda de conversa para tratar do tema

O curso de Letras da Universidade Católica de Brasília (UCB) promoveu o evento “Roda de Conversa: perspectiva e desafios do ensino de línguas”, com a professora Rosineide Magalhães de Sousa, do Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade de Brasília (UnB). Estiveram presentes, além de estudantes do curso, professores e a coordenadora do curso de Letras da UCB, professora Christine Maria Soares de Carvalho, que foi uma das mediadoras do debate.

A professora Rosineide lidera o grupo de pesquisa Sociolinguística, Letramentos Múltiplos e Educação (SOLEDUC), certificado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Ela detalhou o seu trabalho com a formação inicial e continuada de professores da Educação Básica, nas modalidades presencial e a distância, na análise e elaboração de material didático de Língua Portuguesa, docência e coordenação pedagógica. Os temas de estudo e pesquisa da professora são: etnossociolinguística, sociolinguística, letramento como prática social, leitura e escrita, gêneros discursivos, metodologia de ensino de Língua Portuguesa e formação de professores na perspectiva do método etnográfico. Ainda trabalha com Autoetnografia e Netnografia (etnografia na Internet).

Foto: Faiara Assis

“O grande desafio do professor é pensar, diariamente, em metodologias de ensino. Todos os dias somos pressionados a criar novas formas de nos comunicar, por isso a linguística é tão importante”, ressaltou a professora que trabalha com comunidades quilombolas, ribeirinhas, campesinos e indígenas.

A professora Rosineide falou ainda sobre a valorização do professor no Brasil e deu exemplos de outros países, como China, Alemanha e Reino Unido. “As pessoas do nosso país não sabem a importância de um professor, como em outras culturas e nacionalidades. A nossa profissão é primordial para o crescimento e desenvolvimento do Brasil. Espero que essa visão equivocada do professor seja desfeita o mais rapidamente possível”, destacou.

A atividade fez parte da programação do 4º Encontro da Escola de Educação, Tecnologia e Comunicação, da Universidade Católica de Brasília, com o tema central: Educação, Tecnologia e Diversidade: Diálogos para um mundo melhor. Confira aqui a programação completa da semana.

Publicado por Universidade Católica de Brasília

Notícias Recentes

03 julho 2020
rof. Luiz Teixeira da Costa Nazareth é homenageado, in memoriam.
25 junho 2020
Programa Graduação Santander Universidades lança edital
05 junho 2020
XVII Semana Brasileira da Enfermagem da UCB