2020
abr
21
Elza Fiúza/Agência Brasil
Geral

Brasília, 60 anos!

Da fundação de Brasília à inauguração da Universidade Católica. São 60 anos de muitas histórias e 46 anos de relação de amor entre a cidade e a maior Universidade particular do Centro-Oeste

A Capital Federal completa, nesta terça-feira, 21 de abril, 60 anos. Sonho de Juscelino Kubitschek, concebido por Oscar Niemeyer e Lúcio Costa, Brasília saiu do então Rio de Janeiro para se localizar no Centro-Oeste do país, ao longo da região geográfica conhecida como Planalto Central para se transformar no “avião do Cerrado”. Brasília, neste tempo trouxe consigo muitos sonhos, como o da construção da primeira instituição de ensino intercongregacional do país, hoje conhecida como Universidade Católica.

De acordo com os planos originais, Brasília seria uma cidade para as autoridades governamentais e funcionários. No entanto, durante o período de construção, muitos brasileiros de todo o país (mas sobretudo das regiões Norte e Nordeste) migrou para Brasília, e esses imigrantes ficaram conhecidos como “candangos”. Muitos desses candangos, ao final da construção da nova capital, resolveram ficar, pois viram uma oportunidade para uma vida melhor.

Para acomodar essa população, pequenas aldeias foram construídas no entorno do Plano Piloto. Como mais e mais migrantes foram atraídos pelas oportunidades de crescimento da capital, estas aldeias cresceram e tornaram-se as cidades satélites de Brasília.

E foi na primeira cidade satélite, Taguatinga, que nasceu a Universidade Católica, no dia 12 de março de 1974, que na época se chamava Faculdade Católica de Ciências Humanas (FCCH), primeira unidade de ensino particular a oferecer três cursos: Economia, Administração e Pedagogia.

Com o passar dos anos, em 1980 a Faculdade organizou-se em uma estrutura de ensino e valores, cuja base se tornava cada vez mais sólida, o que possibilitou a instalação das Faculdades Integradas da Católica de Brasília (FICB). Em 1984, com o crescimento das ofertas dos cursos de graduação, a Instituição lançou seus primeiros cursos de pós-graduação.

Em 1994, a Católica passou a ser reconhecida pelo Ministério da Educação como Universidade, mantendo em sua essência a promoção do conhecimento, sem se descuidar da espiritualidade baseada na ética cristã. Em 1995 ocorreu a solenidade de instalação da Universidade Católica de Brasília (UCB).

“Brasília já vem sendo apontada como demonstração pujante da nossa vontade de progresso, como índice do alto grau da nossa civilização. Já a envolve a certeza de uma época de maior dinamismo, de maior dedicação ao trabalho e à Pátria, despertada, enfim para seu irresistível destino de criação e força construtiva”, declarou Juscelino, ao encerrar o discurso de instalação do Poder Executivo no Planalto, em 21 de abril de 1960.

As histórias de Brasília e da UCB se misturam, especialmente quando se leva em conta as palavras de Kubitschek “irresistível destino de criação e força construtiva”. A Universidade conta, nestes 46 anos, com a melhor infraestrutura de ensino particular do Centro-Oeste. A Universidade Católica de Brasília oferta mais de 56 cursos de graduação (Bacharelado, Licenciatura e Tecnológico), 44 cursos lato sensu (MBA e Especialização), 16 cursos stricto sensu (Mestrado e Doutorado), 32 cursos de graduação EAD e 22 cursos de pós-graduação EAD, abrangendo, assim, todas as áreas do saber.

Com todo um diferencial urbanístico, arquitetônico e artístico faz com que Brasília seja uma cidade muito especial, diferente de qualquer outra já vista no mundo. Parabéns à Capital Federal por suas bodas de diamantes!

Publicado por Universidade Católica de Brasília

Notícias Recentes

25 junho 2020
Programa Graduação Santander Universidades lança edital
05 junho 2020
XVII Semana Brasileira da Enfermagem da UCB
29 maio 2020
Comunicado Oficial