2019
nov
29
Exposição

Arte contra a violência doméstica

Mostra de arte na UCB quer mostrar e conscientizar a comunidade acadêmica sobre a violência cotidiana contra a mulher

Vários artistas e estudantes, dos diversos cursos da Universidade Católica de Brasília (UCB), participarão de uma mostra de arte (pinturas, esculturas, fotografia, poemas, cartas, etc.) no hall do Bloco Central, do dia 2 a 6 de dezembro. O tema da mostra será a violência doméstica contra as mulheres.

Essa ação é coordenada pelo Projeto SIM – Serviço de Atendimento Integral às Mulheres em situação de conflito doméstico e familiar, da UCB, e faz parte da campanha global: “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência de Gênero”, que é uma mobilização da sociedade civil e é apoiada pela campanha do secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) “Una-se pelo Fim da Violência Contra as Mulheres”. Essa campanha tem como objetivo sensibilizar o ativismo e compartilhar conhecimento e inovação para prevenir e eliminar a violência contra mulheres e meninas em todo o mundo.

Governos, sociedade civil, escolas, universidades, empresas, associações esportivas e as pessoas individualmente manifestam solidariedade às vítimas, às ativistas, aos movimentos de mulheres e às defensoras dos direitos humanos das mulheres para pôr fim à violência contra mulheres e meninas.

Projeto SIM

O Projeto SIM é resultado de uma parceria entre o Núcleo de Prática Jurídica (NPJ), do curso de Direito, com os cursos de Psicologia da UCB. Outros cursos da UCB estão também vinculados ao Projeto SIM, de acordo com a demanda apresentada pela mulher e sua família (Odontologia- Projeto: Apolônias do Bem, Biomedicina – Projeto: Um Novo Olhar, Nutrição, Gastronomia – Projeto: Gastronomia para Todos, entre outros.).  O principal objetivo do Projeto é oferecer um serviço de atendimento integral (multi e interdisciplinar) às mulheres em situação de violência doméstica e familiar, com foco na prevenção, orientação jurídica, acolhimento, orientação e intervenção psicossocial. Trata-se de um projeto de caráter extensionista, que visa oferecer aos/às estudantes da Universidade Católica de Brasília uma ação multidisciplinar, integrada às seguintes áreas do conhecimento: Direito, Saúde, Assistência Social e Segurança Pública.

De acordo com a Prof. Heloisa Maria de Vivo Marques, coordenadora do projeto SIM e organizadora da mostra de arte, “é muito importante mobilizarmos toda a sociedade pelo fim da violência contra as mulheres, que gera impactos enormes. Podemos ter uma Lei maravilhosa, que é a Lei Maria da Penha, podemos ter políticas públicas de combate à violência de gênero, mas se não trabalharmos as questões culturais (machismo e patriarcado) não vamos conseguir mudar muita coisa. A exposição é justamente para trazer as pessoas à reflexão”, disse.

Além da exposição, o Projeto SIM também está organizando a campanha Laço Branco, dentro dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência de gênero. Trata-se de uma campanha mundial, que teve início nos anos de 1990, após um homem ter entrado em uma sala de aula no Canadá e começado a atirar contra estudantes dizendo que elas não poderiam cursar engenharia e que odiava as feministas. Após isso, suicidou-se. O crime resultou na morte de 14 meninas e motivou um grupo de homens canadenses a realizar a campanha do Laço Branco, com o objetivo sensibilizar, envolver e mobilizar os homens no combate à desigualdade e à violência de gênero. O lema do movimento era: “jamais cometer um ato violento contra as mulheres e não fechar os olhos frente a essa violência”. No Brasil, o lançamento oficial da Campanha foi realizado em 2001.

Publicado por Rodrigo Eneas

Notícias Recentes

06 janeiro 2020
Alfabetização Cidadã seleciona voluntários para 2020
16 dezembro 2019
Cursos da UCB recebem nota máxima na avaliação do Inep
12 dezembro 2019
UBEC e SINPROEP selam acordo para geração de postos de trabalho