2019
maio
13
Fotos: Divulgação
Educadores

Estudantes da UCB participam do Programa de Educação para o Trabalho na Saúde

O PET-Saúde tem por finalidade promover a inserção do estudante no ambiente profissional

Um grupo de 80 estudantes (30 estudantes bolsistas e 50 voluntários) da Escola de Saúde e Medicina da Universidade Católica de Brasília (UCB) está atuando na região do Areal com a participação das Unidades Básicas de Saúde e do setor de Geriatria da Policlínica de Taguatinga. O grupo faz parte do Programa de Educação para o Trabalho na Saúde (PET-Saúde) que tem por finalidade promover a inserção do estudante no ambiente profissional.

Todas as ações são realizadas em parceria com a Secretaria de Estado de Saúde do Distrito Federal (SES/DF), dentro das Unidades de Saúde, em escolas, em visitas domiciliares com agentes comunitários e também dentro da UCB, em feiras de Saúde e nas Clínicas-Escola.

“Uma das atividades que os nossos estudantes estão realizando é com as crianças do Centro de Atenção Integral à Criança (CAIC) do Areal. Temos ainda atendimentos na Policlínica de Taguatinga, e os estudantes já estão realizando acompanhamento de visitas domiciliares e atividades educativas. Isso é o que chamamos de educação no trabalho”, frisou uma das coordenadoras do PET-Saúde Interprofissionalidade UCB, prof.ª Ma. Eloá Medeiros.

No ano de 2018, o Ministério da Saúde lançou um edital visando a seleção de universidades para a realização do PET-Saúde, direcionado à educação interprofissional. Assim, a Universidade Católica de Brasília, por meio da atuação dos cursos da Escola de Saúde e Medicina, escreveu um projeto que foi contemplado nesse edital. Foram, ao todo, 120 propostas selecionadas no Brasil, sendo a UCB a única Universidade particular do Distrito Federal selecionada.

O PET-Saúde Interprofissionalidade UCB tem a vigência de abril de 2019 a abril de 2021. Para o projeto foram propostos cinco grupos tutoriais constituídos por dois tutores (professores da Universidade), quatro preceptores (profissionais da Secretaria de Saúde do DF) e seis estudantes, sendo que em alguns grupos há a participação de mais estudantes, totalizando 80. Todos os grupos tutoriais são multiprofissionais e possuem a proposta da atuação interprofissional.

As outras coordenadoras do projeto são: coordenadora-geral: Tatiana Fonseca – médica; coordenadores dos grupos tutoriais: Cláudia Garcia – bióloga; Fabiana Mariz – biomédica; Eloá Medeiros – farmacêutica; Adriana Cardoso – farmacêutica; Fernanda Fernandes – enfermeira.

Publicado por Rodrigo Eneas

Notícias Recentes

16 julho 2019
Perfil Educador UCB: Rodrigo Lobo Canalli
16 julho 2019
Alunas da UCB são aprovadas para doutorado em Portugal e na Argentina
09 julho 2019
Perfil Estudante UCB: Liliana Lima dos Santos